O que eu também não entendo

No dia 4 de maio foi realizada a Marcha pela Maconha, movimento pela legalização do uso da droga. Em algumas cidades brasileiras o evento foi proibido e teve o de sempre: conflito com a polícia e algumas pessoas sendo presas.

Sinceramente eu nunca entendi porque o ser humano gosta tanto de se prejudicar. Seja com maconha, cocaína, heroína, álcool e nicotina. Para mim é difícil compreender como alguém escolhe danificar seu organismo a curto, médio ou longo prazo. Talvez para fugir dos problemas ou pelo simples “não to nem aí, só quero curtir uma, brô”.

Sério, por quê? A maconha é uma droga entorpecente que vem da espécie de uma planta chamada cannabis sativa. Mas daí ser considerada “só uma plantinha” são outros quinhentos. Essa “plantinha” contém uma substância psicoativa que altera o funcionamento do sistema nervoso. Como cada organismo responde de um jeito, para uns pode ser trazer um relaxamento momentâneo mas para outros pode causar dependência, falhas na memória, taquicardia, xerostomia (que é a falta de saliva e pode trazer problemas para falar ou comer), paranóia, agitação, falta de coordenação motora, câncer do aparelho respiratório e crises psicóticas em indivíduos propensos. Como eu já disse diferentes organismo respondem de diferentes maneiras. Eu é que não vou querer descobrir o que o meu pode responder.

Você deve estar se perguntando: pô, mas o álcool e o cigarro podem também causar depêndencia, então porque eles não são proibidos? Bem, isso já é um jogo de interesses políticos e financeiros…

Todo mundo sabe que essas coisas são nocivas mas ainda assim querem experimentar. Se droga fosse bom pra que existiria clínica de reabilitação? Eu fico pensando nessas pessoas que morrem de overdose e não tiveram a chance de viver uma vida boa mas boa de verdade. Aquela que você tem orgulho e prazer de viver.

Pode ser por curtição, depressão, alienação ou tanto outros “ãos” que levam alguém a querer usar drogas. Só vale lembrar que pode ser um caminho sem volta. Não vale a pena viver essa roleta russa. Pode ser que a bala esteja justamente na sua vez de apertar o gatilho.
Anúncios

Tags:, , , ,

About Bárbara Gaia

Vivo no fantástico mundo digital e da redação publicitária. https://about.me/bngaia

One response to “O que eu também não entendo”

  1. Alessandra says :

    Oi Bárbara,bem, primeiro toda forma de expressão é uma forma egoista de se expor e impor. digo isso pq sou uma ditadora da minha opinião, quero que todos aceitem e concordem comigo, assim como acredito que todo mundo também o faça. senão, não existiram tantos debates por ai.Segundo, assim como o povo foi a luta pela legalização da maconha (que não sou contra nem a favor – mas tendencio a favor, pois como muito antigamente a maconha era usada como remédio, assim como a maioria das pessoas usam remédios como drogas, pq esta ser marginalizada?) mas pq uma moção tão grande a favor da maconha e não ao abuso do poder, aos preços abusivos, aos aumentos de salarios e aumentos de subsídios politicos as vesperas das eleições? Pq entrar em conflito por um interesse tão banal quanto as restrições dos comerciais de cerveja e não ao interesse coletivo que nos afeta tão diretamente??? Pq sem o nosso rico dinheirinho, onde vamos nos curar das overdoses? Onde vamos quando nosso carro bate por excesso de bebida alcolicas que gostamos tanto? Pq não temos dinheiro para a saúde mas temos dinheiro para pagar aumentos de salarios de 100%???? Estranho nos mobilizarmos por maconha e não pelos nossos direitos… Já que maconha vc vai fumar sendo legal ou não? Vamos lutar pelo que realmente importa, não entendo como um assunto tão banal reune tanta gente e um assunto importante é dificil que as pessoas sequer mande um e-mail umas paras as outras.Beijos e vai ai minha revolta as banalidades. A favor dos direitos sim, se quer fumar maconha que fume, quer beber que beba, -FAÇA O QUE TÚ QUERES POIS É TUDO DA LEI, mas pelo menos ter consciencia social, se fumar maconha não espanques sua mãe, se mate. Se beber não dirija, se mate. Se for fumar não dê exemplos ruins, SE MATE.

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: