Meu Brazil, brazileiro

Quando vi essa propaganda ao ler o artigo do Meio e Mensagem ( http://www.meioemensagem.com.br/novomm/br/Conteudo/?Campanha_de_cachaca_americana_desagrada_brasileiros) fiquei realmente chateada. Esse anúncio é para uma cachaça que é produzida nos Estados Unidos e usa de uma mulher nua (dá pra ver que eu que fiz o “biquíni”) com a célebre frase “Authentically Brazilian (autenticamente brasileira)”.

Na publicidade usamos de sensualidade para despertar desejo ou status diante um produto. Sensualidade, não sexualidade. Fica claro que a imagem do Brasil no exterior se resume a duas coisas: futebol e mulheres bonitas e fáceis.

Mas como pode ser de outra maneira? Os estrangeiros conhecem o Brasil pelo carnaval. O que a gente vê nos desfiles das escolas de samba são mulheres seminuas dançando. Também estamos sendo reconhecidos pelo funk carioca. Letras que falam de sexo explícito, acompanhadas de dançarinas nas coreografias mais escrachadas. Sem contar com a época do axé que era dança da boquinha da garrafa, dança do streaptease, segura o tchan e amarra o tchan.

O texto escrito por Laura Martinez para Advertising Age ressalta algo bem interessante: “Parece-me que a América politicamente-correta é extremamente rígida na busca da decência, mas não tanto quando o assunto está relacionado com outras realidades culturais. É pra isso que serve o conceito de multicultural?”

A ética da propaganda prioriza a credibilidade. Se um anúncio falando do Brasil aparece acompanhado uma mulher deitada usando somente uma sandália, que verdade é essa que está sendo exportada para os quatro cantos do planeta? Afinal, que país é esse?

PS: Detalhe que nem a cara da modelo aparece. Ela é um mero objeto decorativo. Nada mais.

Anúncios

Tags:, ,

About Bárbara Gaia

Vivo no fantástico mundo digital e da redação publicitária. https://about.me/bngaia

One response to “Meu Brazil, brazileiro”

  1. Hugoleo says :

    eu acho que o brasil ajuda um pouco os países de fora pensarem mal da gente… mas enfim, eles não conhecem metade da nossa cultura, e também tem muita porcaria no país deles… o problema é que eles passam uma imagem que certas coisas só acontecem no “submundo”… ou no mundo subdesenvolvido =pppp

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: