A música rompe barreiras

Dia desses estava navegando na internet quando me deparei com algo surpreendente e sensacional. Marko Vuoriheimo é um filandês que está fazendo sucesso como rapper. Um rapper surdo. Isso mesmo. Marko, mais conhecido com Signmark, nasceu com deficiência auditiva.

Mas como isso é possível?! Bem, de acordo com o site da Abrilm, Marko, na época de escola, foi desencorajado por um de seus professores a tentar a carreira como cantor por causa de sua condição. Aí o rapaz quis provar para todo mundo que um dia ele poderia ser um artista musical.

Ele passou a se apresentar traduzindo raps para a língua dos surdos-mudos e as pessoas o incentivaram a escrever suas próprias canções. No ano de 2004 ele, com mais dois amigos que não são surdos, formaram um grupo de rap. Dois anos depois eles gravaram um disco e passaram a fazer shows em outros países como França e Estados Unidos. Mais tarde, devido ao sucesso, passaram a escrever algumas músicas em inglês e um quarto companheiro se juntou a banda.

Essa história de garra e superação pode ser resumida nas célebres palavras de Fernando Pessoa: “Tudo vale a pena quando a alma não é pequena”

Anúncios

Tags:, , ,

About Bárbara Gaia

Vivo no fantástico mundo digital e da redação publicitária. https://about.me/bngaia

2 responses to “A música rompe barreiras”

  1. jlou says :

    Bigããããã como anda essa vida de publicitária hein? Saudades!!!!B-Jú!

  2. ............................... says :

    Não poss passar por aqui sem deixar rastro..heheGostei muito do conteúdo geral…muito bom.Voltarei mais vezes !!!Abraço!!!

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: