Nem tudo que reluz é ouro

Almeida andava desconfiado de Barreto, redator de sua agência de publicidade. Especialmente após um episódio ocorrido há algumas semanas atrás. Matheus era o estagiário de redação fazia poucos meses. Nessa mesma época começou a apresentar textos incríveis. Quando Matheus saiu, a eficiência de Barreto caiu. Foi aí que Almeida pensou: “Aí tem”. Era coincidência demais. Decidiu então fazer algo a respeito.

Chamou seu sobrinho Gabriel, que era escritor, para ser o “estagiário”. No dia seguinte Almeida apresenta Gabriel ao departamento de criação. Barreto chega com aquele ar “eu sou o máximo” e se apresenta:

– Bem vindo à agência. Vamos então começar. Quero que você faça um título e texto para um lançamento imobiliário.

Gabriel então segue a sua mesa e começa a digitar e manda um e-mail do texto para Almeida saber o que estava acontecendo. Uma hora e meia depois o rapaz mostra a Barreto o que ele fez.

– Hummm. Até que não está ruim. Corta isso e isso que vai ficar melhor.

Nessa hora Barreto dá uma longa pausa e diz:

– Aproveita e escreve um texto falando da nova sandália do nosso cliente. Depois do almoço você me mostra.

Gabriel mais uma vez manda um e-mail para Almeida. Dessa vez o chefe fica furioso porque a tarefa da sandália era para o Barreto. Resolveu deixar rolar para ver até onde a cara-de-pau desse homem era capaz de ir.

Depois da volta do almoço Gabriel mostra o texto criado para o anúncio da sandália. Barreto ficou impressionado com a sacada mas fez cara de pouco caso para não levantar muito a moral do “estagiário”.

– Até que ficou legal. Troca essa palavra por essa e tá ótimo.

O rapaz fez então a troca e voltou. Barreto então diz:

– Pode deixar o texto aqui que acho que vou fazer mais alguns ajustes. Agora você faz uma revisão no folder para esse evento.

Disfarçadamente Barreto coloca o texto criado por Gabriel em uma pasta e caminha até a sala de Almeida. Lá ele apresenta como se fosse dele. Almeida, segurando a raiva, diz:

– Achei muito bom. Parabéns. Aproveita agora e chama seu “estagiário” para ele ver o texto. Assim ele vai aprendendo.

Barreto gela. Respira fundo e diz:

– Não precisa chamá-lo. Depois eu mostro.

– Não, faço questão. Quero que ele mire o exemplo. – retrucou.

Barreto estava suando frio. Sabia que a verdade poderia vir à tona. Ele chama Gabriel e antes de abrir a porta da sala ele avisa em tom ameaçador:

– Almeida vai mostrar o texto da sandália e eu disse que tinha escrito. Se você abrir a boca faço que nunca mais consiga emprego em agência nenhuma.

Gabriel entra na brincadeira e finge estar nervoso e concorda. Chegando à sala, Almeida conduz o espetáculo:

– Gabriel, quero que você veja esse texto que Barreto criou. É assim que um redator publicitário deve trabalhar.

Ele olha com uma cara de apreensão (claro que era encenação) e apenas acena com a cabeça. Almeida olha para o rapaz e diz:

– Algum problema?

– Senhor Almeida, preciso falar uma coisa. Esse texto é meu.

– Moleque, está me acusando de roubar sua idéia?– diz Barreto surpreso e irritado.

– O Barreto me pediu para eu não falar nada mas tenho que ser sincero.

– Este estagiário inventou essa história toda. Quem você vai acreditar Almeida? Em mim ou nesse fedelho que acaba de chegar?

Almeida vira para Barreto e fala decepcionado:

– Eu sei o que você fez Barreto. Eu chamei o Gabriel para te espionar. Ele na verdade é meu sobrinho e um grande escritor.

Barreto fica sem palavras. Almeida continua:

– Suspeitava de você e hoje comprovei a triste e patética verdade.

O homem ficou branco que nem papel. Foi desmascarado.

– Sinto muito mas você está despedido.

O redator, ou melhor, ex-redator, arruma suas coisas, não se despede de ninguém e pega o elevador.

Já no térreo encontra o porteiro, que brincando, diz:

– Seu Barreto, foi liberado mais cedo?

Barreto engole seco e fala:

– É, mais cedo que eu esperava.

Anúncios

Tags:, ,

About Bárbara Gaia

Vivo no fantástico mundo digital e da redação publicitária. https://about.me/bngaia

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: