Internet – The Road Ahead

O que eu mais gosto do Twitter é que ele se tornou minha agenda oficial de eventos. O que me ajuda bastante pois quanta novidade e informação melhor. Hoje foi a vez de assistir a uma palestra muito boa promovida pelo Grupo de Mídia do Rio de Janeiro. O convidado foi Henrique Russowsky, Agency Relationship Manager do Google Brasil e ele falou sobre como está a web hoje.


Primeiro ele fez uma comparação dos hábitos das pessoas há 15 anos atrás e atualmente. A informação há 15 anos atrás era obtida com jornais e indo a biblioteca. Hoje já são mais de 2 bilhões de buscas no Google por dia. A comunicação antes era feita por fax, cartas e telegrama. Agora são 100 bilhões de e-mails que dão conta do recado. As pessoas se relacionavam em clubes sociais, penpals. Hoje mais de 300 milhões de pessoas se encontram nas redes sociais. 

O entretenimento acontecia na TV, VHS e ouvindo música no walkman. Hoje são as músicas vão do computador para o iTunes do iPod e mais de 20 horas de upload no You Tube por minuto. Para finalizar, há uma década atrás o comércio existia com lojas locais e catálogos. De acordo com dados em 2008, no Brasil R$ 8.3 bilhões circularam no mercado e-commerce.

Henrique disse que os elementos fundamentais para essas mudanças forma quatro: acesso, aparelhos, armazenamento e produção. Através deles as pessoas passaram a fazer muitas coisas pelo computador, interagindo uns com os outros e ganhando voz. Por isso Henrique ressaltou que para as empresas é importante:

1) Estar sempre on pois o seu consumidor está: Marcar ausentes em páginas de busca tem 16% menor chance de serem consideradas pelo público.
2) Prepare-se online para o que acontece offline: 67% dos usuários de busca online são direcionados por canais tradicionais de mídia a procurar informações sobre determinado produto, serviço ou marca.
3) Faça dos vídeos online e redes sociais parte de sua estratégia: O YouTube é o 2º maior site em volume de buscas.

Para as agências de comunicação:
1) Criem anúncios que funcionem como conteúdo. Ele deu como exemplo um vídeo com Kobe Bryant onde ele é desafiado a pular sobre uma piscina de cobras. Por trás da história aparece a potência que vem (além dele claro) do tênis Nike.



2) Incentive diálogos: Deixe os comentários em aberto para que as pessoas falem do seu vídeo no YouTube, por exemplo.

3) Ideias surgem de todo o lugar.



4) Autenticidade é fundamental. É o que traz credibilidade e interesse. 


Henrique fecha a palestra com um case de um turista que filma uma luta de um bisão e seus predadores para salvar seu filhote em um safari na África. Ele quis vender o vídeo para o National Geographic e Animal Planet mas os dois canais não tiveram o menor interesse. Só depois que o vídeo se torna um dos mais acessados no YouTube eles voltam atrás com a decisão.
Anúncios

Tags:, , , ,

About Bárbara Gaia

Vivo no fantástico mundo digital e da redação publicitária. https://about.me/bngaia

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: