Crossmedia Experiences

Na quarta aconteceu no CTS Games Studies, da Fundação Getúlio Vargas, uma palestra intrigante sobre Crossmedia. Tanto Crossmedia quanto Transmedia viraram assunto nesses últimos anos devido a diferentes mídias que vêm surgindo a cada momento.

De acordo com os palestrantes Drew Davidson, diretor do Centro de Entretenimento e Tecnologia (ETC) da Universidade Carnegie Mellon (CMU), e Charles Palmer, diretor do Centro para Tecnologias Avançadas de Entretenimento e Aprendizado (CAELT) da Universidade de Harrisburg, no Crossmedia você observa e estuda como criar uma interatividade necessária para que as experiências em multíplas mídias aconteçam.

Mas primeiro eles falaram sobre Transmedia. Acreditam que o Transmedia passou a ganhar tanta força porque o público tem a possibilidade de criar conteúdo e porque conseguimos realizar diversas tarefas ao mesmo tempo. Sem contar que através do personagem eu vivo uma outra história e que muita das vezes nós construimos os avatares como queremos, então é como se deixássemos nossa marca pessoal. A partir daí podemos nos tornar mais conhecidos e respeitados entre as mídias.

Para uma experiência crossmedia ou transmedia acontecer com sucesso o usuário precisa passar por 3 níveis. O envolvimento, que é conhecer a história e querer fazer parte dela; a imersão, na qual ele(a) passa a entender esse universo melhor que ninguém e, por fim, o investimento porque agora vai querer explorar tudo até o fim.

Eles dão como exemplo as ARGs (Alternate Reality Game), que são de grande ajuda para o aprendizado. Não seria ótimo se os alunos aprendessem física através de um jogo de baseball ou futebol, com simulações que mostrariam porque a bola alcançou certa velocidade?

Drew e Charles terminam a palestra dizendo que o ser humano explora o mundo através do lúdico. Por isso que video games são tão populares porque você consegue jogar suas histórias. Para uma experiência ser memorável ela não pode ser simplória demais, porque não vai instigar a pessoa, tampouco complexa ao extremo, senão ela vai desistir.

Eles comentaram de uma novela americana chamada One Life to Live, que achei bem interessante o que eles fizeram. Uma das personagens viajou pelos Estados Unidos para tardes de autógrafos do seu livro. Mas isso aconteceu na vida real. A atriz que interpreta a personagem ia como a personagem para assinar seus livros junto com os fãs da novela.

Perfil de dois personagens de Passione no Twitter.

Perfil de dois personagens de Passione no Twitter.

Inclusive eu ouvi no último podcast da agência Bullet que os telespectadores da novela Passione da Rede Globo vão poder interagir com a trama. Cenas serão gravadas para internet e perfis dos personagens serão inseridos em redes sociais como o Twitter.

Se vai fazer sucesso não sei, vai depender se a emissora lembrar dos três níveis de experiência que Charles e Drew falaram. Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos.

Anúncios

Tags:, , , , , ,

About Bárbara Gaia

Vivo no fantástico mundo digital e da redação publicitária. https://about.me/bngaia

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: